Festa com DJ. Muitos jovens hoje em dia querem se tornar um “DJ para festa“. Se sairmos pelas noites de São Paulo o que mais encontramos são baladas e festas com DJ, disc jocker ou dee jay. E é a mão do DJ que tem o poder de deixar qualquer festa bombando e pulsando… Imagine só uma festa, seja festa de casamento, debutante, festa de 15 anos, enfim… Sem um DJ… Provavelmente só se ouviria o som das cigarras ou um tremendo silêeeencio… Existem muitos e muitos dj’s e cada um trabalha de um jeito. Existem os “softs”, os mais “animadinhos”, e os DJ’s “doidões”… Cada um anima a balada ou festa como pode e ao seu estilo. Afinal existem DJ’s para todos os gostos.

Festa com DJ

1

Festa com DJ | Quanto custa?


Quanto custa um DJ para festa? Os DJ’s que trabalham em baladas, casas noturnas, raves, pvt’s têm um emprego que se paga bem e os cachês podem variar de R$400,00 a R$30.000,00 dependendo da personalidade contratada, isso somente por 1 hora ou 1 hora e meia de som normalmente. E por mais que esses DJ’s sejam muito bons no que fazem, eles são especializados em um tipo de som ou vertente do eletrônico. Diferente de um DJ para casamento ou festa de debutante, onde o felling e a percepção musical são totalmente diferentes.

E foi o Flash-Back, que rendem festas até os dias atuais, que espalhou essa mania pelo mundo, os conhecidos embalos de sábado a noite. Exatamente em 1977, Jonh Travolta, discoteca, travolteca, a trilha sonora vendeu mais de trinta milhões de cópias.

1

Festa com DJ | Como surgiu?


Mas DJ (disc jocker) é um termo que apareceu nos EUA na década de 50 e identificava os “animadores” dos programas de rádio. Lá eles faziam a festa e naquela época já tinham uma boa estrutura de som e iluminação. Mas antigamente DJ se chamava sonoplasta, que seria o cara responsável pela sonorização e as vezes até iluminação dos estúdios e sempre ficava meio escondidinho na cabine de som. Hoje não, é a maior exibição, muitos sempre querendo ser os destaques nas festas de casamento, debutante, festa de 15 anos, festa de aniversário e por ai vai. Mas quando isso se torna exagero não é muito bom para os convidados ou para o próprio dj. O DJ Mau-mau é um exemplo dos caras que adoram dançar enquanto tocam e com certeza os sonoplastas de antigamente iriam morrer de inveja do sucesso dos DJ’s de hoje. Atualmente existem muitas lojas especializadas só para o gênero, com discos raros, equipamentos de sonorização, iluminação para festa, telão e tudo mais que um DJ poderia querer para abrilhantar uma festa. Mas tudo isso é muito pouco, os DJ’s não param de inventar. O famoso DJ Mau-mau já até “convidou”  Milton Nascimento para realçar a trilha sonora que bomba as pistas. E isso para os mais leigos é muito comum nos dias de hoje, samplear a música de alguém. Quem trabalha animando as festas e baladas nunca tem hora pra dormir e acabam sempre trocando o dia pela noite, mas é uma vida que quem está nela não quer largar, está no sangue. Mas até os dias de hoje vemos que ser DJ é uma profissão que abrange muito mais a classe masculina, mas as mulheres estão cada vez mais ocupando seu espaço e mostrando que lugar de “mulher é na pickup” e o que vale não é o sexo e sim a competência. E falando de mulheres, hoje existe uma DJ Mirim que faz o maior sucesso nas noites de São Paulo, Dj Mayara Leme, essa menina de apenas 14 anos, vem arrebentando e chamando a atenção em raves, casas noturnas e hoje já é bem conhecida em todo o Brasil, com certeza é um dos grandes talentos da nova geração de DJ’s.

Festa com DJ

Agora falando de flash-back, quem nunca foi em uma festa flash-back? É ai que entra a novela Dancing Days, que oficializou a discoteca no Brasil em 1978, quem nunca ouviu falar? Qualquer festa seja ela festa de aniversário, festa de debutante, festa de casamento, fica muito melhor quando rola aquela musiquinha dos tempos da brilhantina.

E qual o DJ que nunca deu aquela “vaciladinha” ou como a galera do meio diz, “deu uma sambada” na hora de mixar, ai todos já sabem o que esperar… “Aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee” Aquele grito da galera… Porque quando o DJ para a festa acaba.

Mas o tempo de aprender sozinho onde quem quisesse aprender a mixar já acabou, onde o pioneiro nesse tipo de curso foi o DJ Irai Campos. E é na sala de aula que a turma descobre que as trilhas que tocam nas festas e baladas é dividida em 8 tempos. Essa contagem é a garantia de uma virada perfeita, ou seja, a passagem de uma faixa para a outra, e quando da errado ai já pode esperar o grito da galera “olha o samba”, mas na sala de aula pooode, na pista de dança não poooode. E quem nasceu realmente para ser DJ sempre está querendo criar e inovar. Por tanto crie, inove, se divirta e meta a mão da pickup!